terça-feira, 8 de outubro de 2013

Paises com jogos proibidos por motivos curiosos



No mundo existem linhas tênues entre o aceitável e o inaceitável, dependendo da cultura em que você está inserido. Nada mais natural do que essas restrições fossem aplicadas não apenas em programas de TV e Filmes, mas também nos nossos games. Por esses motivos, algumas vezes justificados, algumas vezes não, alguns jogos foram proibidos de serem comercializados em determinados países. Alguns desses motivos são bem bestas, outros são bem anti democráticos, mas conheça aqui 10 jogos banidos por motivos curiosos.


EA Sports MMA

País: Dinamarca

Motivo: O jogo de MMA da Eletronic Arts foi banido não poque nele você pode espancar alguem até literalmente deformar seu rosto. Não porque você pode fraturar as costelas do seu oponente, mas sim porque no País existe uma lei que proíbe a propaganda de Bebidas Energéticas (como Red Bull, Monster, White Horse, e Rockstar, como mostra no centro do octágono na imagem acima.). E considerando que o jogo é cheio dessas propagandas (os patrocinadores ajudaram a bancar o jogo), não é de se espantar que a EA não conseguiu tirar as propagandas só pra poder entrar no mercado Dinamarquês.



Saints Row 4
País: Austrália

Motivo: Esse caso foi bem divulgado recentemente. Próximo ao lançamento do jogo, a Austrália proibiu Saints Row de ser comercializado por conta de 2 motivos. Primeiro que entendeu que a arma em forma de Sonda alienígena Anal (Rectifier) era ofensiva e promovia a violência sexual (a foto acima é de fato bem… violenta). Segundo, que em uma das missões Shaundi usava uma droga alienígena e ficava com super poderes. A reação da Deep Silver? Retirou essa missão em particular do jogo e a arma também. Prometeu relança-las como DLC.


Série Mass Effect
País: Singapura e Emirados Árabes

Motivo: É simples. No jogo existe a possibilidade do personagem ter uma relação homossexual com um dos Npcs. Segundo os costumes ou práticas religiosas desses países, isso é considerado absurdo. Foi motivo o suficiente pra banir não apenas 1 dos jogos, mas toda a série Mass Effect.


Injustice: Gods Among Us
País: Emirados Árabes

Motivo: Os Emirados Árabes têm leis bem rígidas. Nesse caso, o jogo foi banido por conter a palavra GODS (Deuses) no nome do jogo (A tradução seria Injustiça: Deuses entre nós) . Segundo as práticas religiosas do país isso é séria ofensa. Talvez porque acreditam que só existem UM deus e não DEUSES. Por fim, a produtora até tentou corrigir isso, e mudou o nome para Injustice: The Mighty Among us (Injustiça: Poderosos entre nós – Como mostra-se no panfleto acima). Isso bastou em alguns países do oriente médio, mas nos emirados não colou, já que dentro do jogo algumas partes mantinham o termo DEUSES. O jogo manteve-se banido.


Pokemon: Trading Card Game
País: Arábia Saudita

Motivo: Um jogo de cartas de Pokemon pra Gameboy banido? Porque? A Arábia Saudita é um país que por conta de suas influências religiosas fundamentalistas, já guerreou muito com Israel. Israel é um país Judaico, o único do mundo. E curiosamente o joguinho de cartas de Pokémon SUPOSTAMENTE apresentava alguns símbolos como a Estrela de Davi (Hexagrama) que são símbolos sagrados dos Judeus. Onde? Basta olhar no nome do Kangaskhan alí em cima e ver algo parecido com uma estrela. Foi o suficiente. O ódio é tanto que não queriam nem que as crianças vissem nada associado ao Judaísmo. Baniram o jogo.


Call of Duty: Black Ops II
País: Paquistão

Motivo: O jogo foi banido no Paquistão porque retratava uma imagem negativa e pesada sobre os Paquistaneses. Até aí tudo bem. O mais curioso é o que acontece com quem resolve vender esse jogo por lá, mesmo que importado: É punido com serviços comunitários e em alguns casos pode até ir preso! Acho que a tal imagem pesada deve ter algum fundamento…


Command & Conquer: Generals
País: China

Motivo: A China é um país extremamente rígido em relação a video-games. Tanto que a venda de qualquer console é proibida no país, e só foi no mês passado que a china anunciou que finalmente liberaria a venda deles, abrindo o mercado com bilhões de clientes em potencial. Mas no caso de Command & Conquer pra PC, o jogo foi banido pelo seguinte motivo: Passava uma imagem negativa da china. No entanto, isso é relativo, afinal na campanha, o jogador pode controlar a china, e ela é uma das maiores super potências do mundo! Acho que outros países não ligariam pra esse tipo de delírio de grandeza.


GTA San Andreas
País: Indonésia

Motivo: Não foi por causa da violência gratuita que GTA foi banido na indonésia. Tudo começou quando um Hacker descobriu o infame “Hot coffee mod” que permitia o personagem fazer Sexo explícito com as “namoradas”. Isso só era acessível através de um Hack, mas só pelo fato de o jogo conter isso, foi taxado como M (somente público adulto) nos EUA e completamente banido na Indonésia.


Homefront

País: Coréia do Sul

Motivo: O jogo trata de uma ocupação fictícia da Coréia do Norte no território dos EUA. E fala de um grupo que luta para sobreviver e espantar os invasores. Pra quem vive numa bolha, a Coréia do Norte é aquela liderada até recentemente pelo falecido psicopata e megalomaníaco Kim Jong-il (e agora por seu filho, também psicopata). E eles vivem ainda hoje em impasse com a Coréia do Sul. Sabendo da reputação de “esquentadinhos” do pessoal do norte, a Coréia do Sul achou melhor banir o jogo, já que poderia gerar bombardeios aleatórios em sua região se algum desses títulos vazasse nas mãos do gordinho psicopata atual ditador do País. Provavelmente eles fizeram algo sensato…


Todos os Jogos de Tiro
País: Venezuela

Motivo: Os nossos Vizinhos da Venezuela, presididos pelo falecido Hugo Chavez, são o primeiro país a banir completamente jogos “violentos”. Segundo algumas especulações da industria dos games, tudo começou quando Chavez recebeu a notícia que no jogo Mercenaries 2 uma das missões envolvia assassiná-lo. Isso de fato existe, e gerou alguma polêmica no lançamento. Em seu discurso uma vez disse “Existem jogos que colocam meu rosto na tela e exigem que me matem” e aproveitou pra chamar consoles como Nintendo DS e Playstation de “VENENO DA JUVENTUDE”. Vindo de um país com um presidente que mais parecia um ditador, isso não me espanta.

Poderá gostar também de: